São Paulo - Uma rápida comparação entre os cursos universitários com mais homens matriculados no Brasil - e aqueles com mais mulheres - parece confirmar a teoria de que, enquanto eles preferem se debruçar sobre a área de exatas, elas preferem as humanas ou aquelas ligadas à saúde. 

De acordo com o Censo do Ensino Superior de 2012, divulgado nesta semana pelo Inep, órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), um terço dos homens que fazem graduação optou por cursos ligados à engenharia.

Apenas contabilidade, direito e administração aparecem entre os mais populares para os dois sexos.

O Brasil tem hoje 7 milhões de alunos de graduação. Destes, quase 4 milhões (55,5%) são mulheres.

Clique nas fotos e veja a comparação direta entre os cursos preferidos delas e os deles. 

Tópicos: Direito, Educação, Educação no Brasil, Engenharia, Engenharia civil, Engenharia de produção, Engenharia mecânica, Infraestrutura, Logística, Psicologia, Recursos humanos, Gestão de pessoas, Gestão, Serviço social, Universidades, Ensino superior