Advogado diz que Palocci esclarecerá fatos da ação penal

Segundo a denúncia da ação, entre 2006 e 2015, Palocci era o destinado a assegurar o atendimento aos interesses da Odebrecht

São Paulo – O criminalista José Roberto Batochio, defensor do ex-ministro Antonio Palocci, disse que no interrogatório do petista, marcado para esta quinta-feira, 20 de abril, ele terá a oportunidade de expor, detalhada e cumpridamente, todos os fatos abrangidos pela ação penal que responde.

Batochio diz que “esta ação penal versa apenas sobre influência na licitação das 29 sondas e também pagamento de caixa 2 para o sr. João Santana e sua sócia e mulher, Mônica Moura.”

O casal de marqueteiros disse, em depoimento ontem a Sergio Moro, que as tratativas com Palocci se iniciaram em 2006 – na campanha de Lula.

Segundo a denúncia, entre 2006 e 2015, Palocci estabeleceu com altos executivos da Odebrecht “um amplo e permanente esquema de corrupção” destinado a assegurar o atendimento aos interesses do grupo empresarial na alta cúpula do governo federal.