Acordo pode manter Renan na presidência da Casa, diz Folha

Reportagem da Folha citou um acordo entre o Supremo Tribunal Federal e o Senado para manter Renan no cargo

Um acordo entre o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Senado para manter o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) na presidência da Casa e contornar a crise política pode obter maioria de votos na sessão do Supremo na tarde desta quarta-feira, segundo reportagem no site do jornal Folha de S.Paulo.

De acordo com nota da colunista Mônica Bergamo, o acordo prevê que o ministro do Supremo Dias Toffoli apresente um voto dizendo que Renan não poderia assumir a Presidência da República por ser réu em ação no STF, mas que isso não o impede de permanecer no comando do Senado.

Outros ministros da corte poderiam seguir o voto de Toffoli e assegurar maioria na votação, segundo o jornal, mas, de acordo com a Folha, um dos magistrados disse que ainda há toda uma manhã pela frente de negociações e nada está assegurado.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Roberto Neves Almeida

    A pergunta óbvia à Suprema corte é: se o cidadão não pode estar na linha sucessória sendo réus em processo, pode ocupar a presidência de um dos poderes que sustenta a nossa república? E continuo a repetir que deveriam os Ministros reverem seus votos que colidiram contra o princípio constitucional da presunção de não culpabilidade. Nunca é tarde para se admitir um erro, principalmente quando a realidade está demonstrando as consequências nefastas para as instituições causadas por este julgamento;

  2. Fernando Ferreira

    Acordos entre poderes? Anti-constitucional! Se continuarem a não entender que o Brasil decretou tolerância 0 (zero) à corrupção, com certeza as consequências serão elementares. Existe um regime sem poderes e vocês sabem qual é, já passamos por isso.

    1. Fernando Ferreira

      Sem poderes INDEPENDENTES!!!

  3. Sergio Carlos Pelizer

    O que esperar de uma pessoa que afrontou a Suprema Corte….. cadeia…