Ação da PM no Rio deixa três mortos e alunos sem aula

Mais de 1,2 mil alunos de uma escola e duas creches na favela do Jacarezinho ficaram sem aulas nos turnos da manhã e da tarde de hoje

Mais de 1,2 mil alunos de uma escola e duas creches na favela do Jacarezinho, na zona norte do Rio, ficaram sem aulas nos turnos da manhã e da tarde de hoje (7) por causa de uma operação contra o tráfico de drogas realizada pela Polícia Militar (PM), com apoio das tropas de elite da corporação.

Na ação, três homens morreram em confronto com a polícia e dois foram detidos.

A polícia apreendeu três pistolas automáticas, além de cocaína e um rádio transmissor. A operação também teve por finalidade produzir um mapeamento da região, com levantamento de informações que serão usadas em futuras ações contra o tráfico.

Na comunidade existe uma unidade de Polícia Pacificadora e confrontos têm sido verificados constantemente na região, o que levou a polícia a montar a ação contra traficantes que ainda agem na região.

SuperVia

Em dezembro, dois policiais militares da UPP Jacarezinho foram mortos numa troca de tiros na comunidade. Os policiais realizavam patrulhamento na localidade conhecida como Rua do Rio e foram recebidos a tiros. Os soldados Inaldo Pereira Leão e Marcos Santana Martins foram baleados e socorridos no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiram aos ferimentos.

Com a chegada da polícia à comunidade, houve intensa troca de tiros, o que obrigou a SuperVia, concessionária do serviço de trens do Rio, a interromper, por medida de segurança, o funcionamento do ramal de Belford Roxo. O serviço só voltou a operar normalmente às 9h55. 

A Unidade de Polícia Pacificadora do Jacarezinho foi inaugurada em 16 de janeiro de 2013 e atende a mais de 36 mil habitantes, segundo dados do Instituto Pereira Passos (IPP), órgão de mapeamento da prefeitura do Rio.

O Complexo do Jacarezinho é formado por um conjunto de comunidades, que, devido ao tamanho, acabou se transformando em bairro. O complexo também se estende pelos bairros do Cachambi e do Méier, totalizando uma área de 440 mil metros quadrados.  A comunidade é de caráter plano e integra ruas, avenidas e uma estação ferroviária de igual nome.