Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,66 0,08%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,60% 62.662 pts
Pontos 62.662
Variação 1,60%
Maior Alta 9,53% JBSS3
Maior Baixa -1,42% EMBR3
Última atualização 23/05/2017 - 17:20 FONTE

A desigualdade entre homens e mulheres na eleição em 7 mapas

Brasil retrocede no número de mulheres eleitas para comandar prefeituras pelo país, segundo levantamento da consultoria Imagem

São Paulo – O Brasil fechou o primeiro turno das <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/eleicoes-2016">eleições </a></strong>municipais com apenas 636 mulheres eleitas para comandar prefeituras pelo país. O número é menor do que o registrado no último pleito, quando 663 prefeitas foram eleitas. Há ainda sete <a href="http://www.exame.com.br/topicos/mulheres"><strong>mulheres </strong></a>na disputa pela vitória no segundo turno.</p>

De acordo com levantamento exclusivo da consultoria Imagem – Inteligência Geográfica para EXAME.com, apenas 1.660 municípios tiveram prefeituráveis mulheres na corrida eleitoral deste ano. Segundo análise da consultoria feita na última sexta-feira, 113 municípios tiveram apenas mulheres na disputa pelo cargo. Nesse caso, foram considerados apenas os candidatos que no último dia 7 de outubro não apresentavam problemas na Justiça e estava aptos para concorrer nas eleições.

Das oito capitais que já definiram o chefe do Executivo municipal, apenas uma reelegeu uma mulher. Com 77,47% dos votos válidos, a peemedebista Teresa Surita foi reeleita para comandar Boa Vista, em Roraima. 

Em números absolutos, o PMDB é o partido que mais elegeu mulheres prefeitas nesse primeiro turno – no total, foram 127. O número, contudo, corresponde a apenas 12% do montante de novos peemedebistas eleitos para comandar prefeituras pelo país. 

No total, três de cada 10 políticos que se inscreveram para as eleições deste ano eram do sexo feminino. O percentual coincide com cota mínima de 30% de mulheres na lista de candidatos por partido exigida pela Lei das Eleições.

Confira o levantamento da consultoria Imagem nos mapas abaixo. Clique no ícone “i” para ter mais informações sobre cada mapa. Em tempo: foram considerados apenas os candidatos cuja candidatura era apresentada como deferida no dia 7 de outubro de 2016, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral. http://academiagis.maps.arcgis.com/apps/MapSeries/index.html?appid=3048bbe7cf2c453fa8572878333f0212