Economia compartilhada: o que podemos aprender com este modelo de negócio?

Você deve conhecer o Airbnb, mas se ainda não teve a oportunidade, destaco que vale muito a pena! Esta empresa está revolucionando o mercado de hospedagens no mundo com um modelo de negócio que conecta via internet pessoas buscando locais para hospedagem com aquelas com casas ou apartamentos disponíveis! A história de criação desta companhia é bastante curiosa e revela como podemos ter as melhores ideias em momentos extremamente desafiadores! […] <div class="read-more"><a href="http://exame.abril.com.br/rede-de-blogs/gestao-fora-da-caixa/2016/09/26/economia-compartilhada-o-que-podemos-aprender-com-este-modelo-de-negocio/" class="more-link">Leia mais</a></div>

economiacompartilhada.jpg

Você deve conhecer o Airbnb, mas se ainda não teve a oportunidade, destaco que vale muito a pena! Esta empresa está revolucionando o mercado de hospedagens no mundo com um modelo de negócio que conecta via internet pessoas buscando locais para hospedagem com aquelas com casas ou apartamentos disponíveis! A história de criação desta companhia é bastante curiosa e revela como podemos ter as melhores ideias em momentos extremamente desafiadores!

A ideia do Airbnb surgiu em 2008, quando dois amigos recém-formados, Brian Chesky e Joe Gebbia, se mudaram para Rhode Island e procuraram um local para se instalar em uma área de design industrial. Como boa parte dos recém-formados, rapidamente se viram sem emprego e sem dinheiro, mas com muita vontade de dar certo! Nesta ocasião, acontecia uma conferência de design industrial na cidade e os hotéis estavam lotados. Assim, eles tiveram a ideia de ganhar algum dinheiro com isso, alugando seu espaço para quem estava em busca de acomodação. Então, compraram três colchões infláveis e criaram um site para atrair seus primeiros clientes, chamado na época “Air bed and breakfast”.

O conceito de economia compartilhada estava surgindo e este tipo de negócio no início era visto com desconfiança, mas hoje sabemos que é um modelo que veio para ficar! Hoje, o Airbnb tem seu valor de mercado estimado em USD 24 bilhões, está presente em mais 200 países e com um ritmo de crescimento muito superior a seus concorrentes (113% de 2014 para 2015).

O exemplo do Airbnb me parece muito inspirador por vários aspectos:

* Ver na dificuldade uma oportunidade
* Começar pequeno (três colchões infláveis) e pensar grande (hoje valendo aproximadamente USD 24 Bilhões)
* Ousar em pensar e agir diferente
* Conectar pessoas com um negócio ganha-ganha, provendo variedade, flexibilidade e liberdade

Este último aspecto quero destacar, pois acho muito relevante e inclusive pode ser um diferencial em qualquer tipo de negócio! Você já ouviu falar na lei do requisito de variedade da cibernética do estudioso Ross Ashby? Ele é um importante pensador da teoria da complexidade e fala que “em qualquer sistema aberto, a parte que exibir maior flexibilidade sobrevive e tende a dominar tal sistema”.

Pois então, o sucesso de muitas empresas que aderiram ao conceito de economia compartilhada, pode ser explicado por esta lei, pois são companhias que oferecem variedade, flexibilidade e liberdade de escolha! Aqui vale uma pausa para refletir: sua organização oferece estas qualidades? Como pode oferecer mais? Vivemos uma era de mudanças disruptivas, onde os modelos tradicionais de negócio estão sendo constantemente desafiados. Estar atento a estes movimentos e promover reflexões em sua empresa é uma questão estratégica, pois endereça a sobrevivência e perenidade da mesma!

Sou uma otimista e vejo que este momento também é um convite para sonhar e voar alto! Muitas coisas boas estão surgindo e podemos e devemos contribuir! Concluo com uma frase do Christopher Reeve que gosto muito e espero que te inspire com este espírito transformador: “Muitos dos nossos sonhos parecem impossíveis e depois improváveis e por fim, inevitáveis!”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s