Aguarde...

Eleições | 06/05/2012 09:00

Franceses votam em 2º turno para escolher presidente

Ao meio-dia (7h de Brasília), 30,66% dos eleitores haviam votado, um índice de comparecimento menor que os 34,11% registrados na segunda etapa da disputa presidencial de 2007

Getty Images

Comício no Dia do Trabalho na França

Na França, vários comícios foram realizados na terça-feira, Dia do Trabalho

Paris - Os eleitores na França foram às urnas neste domingo para o segundo turno da eleição presidencial no país, numa disputa que poderá levar o candidato socialista François Hollande a derrotar o atual presidente, Nicolas Sarkozy, após capitalizar a frustração pública em relação às medidas de austeridade do governo.

O resultado da eleição de hoje terá impacto sobre os esforços da França em combater a crise, o tempo que os soldados do país permanecerão integrando as forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão e como a França exercerá seu poderio militar e diplomático ao redor do mundo.

Hollande votou no seu reduto eleitoral de Tulle, na região central da França. A TV local mostrou o político de 57 anos cumprimentando e conversando com populares antes de se encaminhar ao posto de votação. "Será um longo dia", disse o socialista aos repórteres. "Depende dos franceses decidirem se este será um bom dia."

Sarkozy, acompanhado pela primeira-dama francesa e ex-modelo, Carla Bruni, votou em Paris. O casal foi cercado por inúmeras câmeras de TV e ouviam-se gritos de "Sarkozy! Presidente!". Sarkozy, no entanto, preferiu não fazer declarações.

Ao meio-dia (7h de Brasília), 30,66% dos eleitores haviam votado, um índice de comparecimento menor que os 34,11% registrados na segunda etapa da disputa presidencial de 2007, segundo números divulgados pelo Ministério de Interior.

No primeiro turno, em 22 de abril, Hollande derrotou Sarkozy com uma vantagem de cerca de 500 mil votos e aproximadamente 80% dos eleitores compareceram para votar, um porcentual mais alto do que o esperado.

As últimas pesquisas, divulgadas na sexta-feira, apontavam que Hollande voltaria a vencer no segundo, embora sua vantagem em relação a Sarkozy tivesse diminuído em relação a sondagens anteriores. O levantamento do instituto BVA, por exemplo, dava 52,5% de apoio a Hollande, contra 47,5% a Sarkozy. Já na pesquisa do instituto CSA, o socialista e o atual presidente apareciam com 53% e 47% dos votos. Em ambos os casos, a margem de erro é de dois ou três pontos porcentuais.

Se for de fato derrotado, Sarkozy se tornará o primeiro presidente francês a não conseguir a reeleição em mais de três décadas. As informações são da Associated Press.

Comentários  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados